Diário do Nordeste – Procon divulga ‘lista suja’ de Lojas

procon-publica-lista-de-sites-pouco-confiaveis-para-a-black-friday-103566

Procon divulga ‘lista suja’ de Lojas

São Paulo. A Black Friday, um dos dias mais aguardados pelo varejo nacional,
acontecerá na sexta-feira (24) e o Procon-SP divulgou a “lista suja” com as lojas
que devem ser evitadas pelo consumidor. No total, são 518 estabelecimentos. A
lista foi atualizada pelo Procon-SP no último dia 10 de novembro.
Conforme o órgão de defesa do consumidor, há reclamações diversas que ficam
como alerta a quem pretende adquirir algum item das lojas que integram a lista
durante a Black Friday: desde fretes muito caros até atraso nas entregas, além de
produtos danificados ou que divergem do anunciado. Segundo o Procon-SP, a
partir do levantamento, a instituição procura evitar que a população seja lesada e o tão sonhado desconto acabe se transformando em pesadelo.

Notificação
Todas as lojas da lista foram notificadas sobre os problemas e, mesmo assim, não
ofereceram solução aos casos ou não foram encontradas. A lista pode ser
acessada em http://sistemas.Procon.Sp.Gov.Br/evitesite/list/evitesites.Php

Cuidados

No ano passado, cerca de 20% das compras online realizadas durante a Black
Friday foram feitas por meio de dispositivos móveis (celulares e tablets), aponta
monitoramento da Ebit (empresa que monitora o comércio eletrônico). Para o
coordenador acadêmico do MBA em Marketing Digital e do post-MBA em Digital
Business da Fundação Getulio Vargas (FGV), André Miceli, a tendência é que as
transações através desses equipamentos aumente e, por isso, os consumidores
devem tomar cuidados para não caírem em armadilhas.

“Baixe apenas aplicativos de lojas oficiais, como o Google Play ou a App Store da
Apple e desconfie dos aplicativos que solicitam permissões suspeitas, como
acesso a contatos, mensagens de texto, recursos administrativos, senhas
armazenadas ou informações do cartão de crédito”, diz André Miceli.

Fonte: Diario do Nordeste