O Povo – Oferta de imóveis de 50 metros quadrados deve aumentar

13

Oferta de imóveis de 50 metros quadrados deve aumentar

A oferta de imóveis com dimensões menores, em torno de 50 metros quadrados, deve aumentar em Fortaleza.

Com a Lei da Fração do Lote, sancionada no último dia 21 pelo prefeito Roberto Cláudio, a expectativa é de retorno gradativo dos lançamentos já em 2018, com uma adequação dos tamanhos.

O diretor do Lopes Immobilis, Ricardo Bezerra, acredita que essa oferta deve triplicar. O empresário apresentou um balanço do movimento do mercado em 2017, com números levantados até novembro.

Pelo documento Flash Imobiliário, elaborado pela empresa, as vendas dos imóveis residenciais verticais, até novembro (167 unidades), ficaram 21% acima do mesmo mês em 2016 (138 unidades). Em Valor Geral de Venda (VGV), o crescimento foi de 24% no mesmo período: R$ 117 milhões em novembro de 2017, contra R$ 94 milhões no mesmo período do ano anterior.

IMÓVEIS

1,5 BI EM VENDAS

O resultado do mercado de imóveis em 2017 é considerado o começo de uma reação à crise. De janeiro a novembro, no segmento de residenciais verticais, as vendas tiveram uma elevação de 9%, segundo os números da Lopes. Foram comercializadas 1.906 unidades, com uma melhora no VGV de 31% (R$ 1,5 bilhão).

INDÚSTRIA METALMECÂNICA 1

DESEMPENHO PUXADO PELA CSP

Apesar das dificuldades que alguns segmentos atravessaram, principalmente aqueles atrelados à construção civil – que vem sentindo nos últimos três anos o peso da crise –, as atividades do setor metalmecânico no Ceará vêm mostrando vitalidade.

O presidente do Sindicato da Indústria Metal Mecânico (Simec), Sampaio Filho, afirma que isso ocorre em decorrência da produção da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). “A tradicional pauta de exportações cearenses foi substituída pelas placas de aço, fazendo o Ceará figurar como segundo maior exportador do Brasil neste produto”, acrescenta.

No período de agosto de 2016 até outubro deste ano foram produzidas e exportadas pela CSP um total de 2.607.376,9 toneladas de aço. “Esse contexto tem enorme impacto no setor metalmecânico cearense que conta com mais de 1,5 mil empresas”, observa.

INDÚSTRIA METALMECÂNICA 2

PROJETOS APROVADOS NA SDE PARA 2018

Para 2018, as empresas da área metalmecânica acreditam em um desempenho mais expressivo, puxado também pelo polo de Tabuleiro do Norte.

O setor aparece com uma das maiores demandas em projetos aprovados pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Industrial da SDE, com perspectiva para começar a implantação em 2018.

Sampaio Filho conta que o esforço do Simec junto à Fiec, com o apoio do Sebrae, tem sido impulsionar a área de inovação dentro do conceito da indústria 4.0. “As diretrizes apontadas pelas rotas estratégicas, as quais orientam os rumos de desenvolvimento para os próximos anos, nos permitem afirmar que vamos superar as dificuldades e enfrentar desafios novos e promissores”.

BITCOINS 1

FIM DA BOLHA?

Alguns especialistas vinham alertando para a possibilidade de uma bolha na valorização da criptomoeda bitcoin. Até sexta-feira, algumas casas de câmbio chegaram a negociar a moeda com queda de 50% na sua cotação, o que foi considerado o início de um processo de desvalorização.

O professor e coordenador do MBA em Marketing Digital da FGV, André Miceli, apontava o risco de isso vir a ocorrer. Em entrevista à coluna, ele orienta os novos investidores a avaliarem bem os perigos antes de decidir aplicar o dinheiro em criptomoedas.

Na sua opinião, a oferta de moedas digitais com fins específicos deve se acelerar, aumentando a concorrência no setor. Dois outros fatores importantes: o custo de manutenção da moeda e o tempo para realizar a transação (geralmente 10 minutos).

BITCOINS 2

NEGÓCIO ESPECULATIVO

No caso dos bitcoins, André Miceli alerta que entraram novos agentes, mudando um pouco o cenário.

Como a moeda passou a ser negociada em bolsa, ela sofre as ações normais de mercado, como a pressão entre quem começou a comprar a moeda agora e aqueles que querem realizar seus lucros. “Uma característica fundamental de um movimento especulativo é que, muitas vezes, eles se traduzem em uma bolha, e quando há a entrada do inocente é porque ela está perto de estourar. Para alguém ganhar, alguém tem de perder”, alerta.

A dúvida é o princípio da sabedoria”

Aristóteles (384 a.C- 322 a.C), filósofo grego

Fonte: O Povo