O DIA – Confira orientações para ganhar até R$ 12 mil como gerente Ganho pode começar por R$ 2 mil, dependendo do setor

bbi3c9xu86oqpv7ntrxlit832

Confira orientações para ganhar até R$ 12 mil como gerente
Ganho pode começar por R$ 2 mil, dependendo do setor

Para atingir oportunidades como gerente, que pagam de R$ 2 mil a R$ 12 mil, dependendo do setor, é preciso apostar em ética e disciplina. Essa responsabilidade está presente em todo o mercado de trabalho e qualquer um pode almejar esse posto. No entanto, é preciso evitar esbarrar em conflitos, tanto com a equipe quanto com superiores, a fim de manter o cargo.

Os gerentes têm, aproximadamente, de seis ou até 100 pessoas para administrar. Quanto maior o número, maiores os deveres e, por consequência, maior a importância dentro de uma empresa. Porém, não há uma “equação correta”, pois isso vai depender do empenho de cada profissional nesse cargo.

“Independente de quantos são na equipe, a grande dificuldade de um bom gerente é saber jogar dos dois lados, uma vez que o seu papel é justamente servir de interface entre os superiores e os subordinados”, destaca Claudio Nasajon, presidente da Nasajon Sistemas e especialista em liderança profissional.

Quando o número de funcionários é grande, sempre há uma corrida incansável para ocupar o cargo de coordenador, supervisor e, por fim, gerente. O que resta: ‘puxar saco’ ou ser submisso?

Segundo Leonardo Carvalho, gerente operacional da Lan Designers, a resposta é esforço. Para ele, é isso que tem que ser feito para deslanchar, mesmo que “na realidade nas companhias, em geral, a meritocracia não seja seguida”, destaca Carvalho.

O caso de Hellen Martins Schmidt, 36, é baseado em esforço. Com muitos anos de experiência no varejo, hoje ela é gerente na loja Aquamar, do Shopping Tijuca. Recentemente, ela promoveu Franciasca Tatiane, 28. Em algum tempo como subgerente, a jovem pode subir na carreira.

Hellen Martins detalha: “Amo o que eu faço e é isso que faz os profissionais se destacarem. Ajuda a formar uma equipe de resultados”.

Crescendo com a sua equipe

Quando André Lima-Cardoso registrou a Infobase Consultoria, com 19 anos, decidiu começar o próprio empreendimento, sendo gerente de uma marca e provendo soluções em Tecnologia da Informação. Hoje, com 34, ele já coordena 13 gerentes espalhados nos três escritórios da empresa no país.

Junto do sócio e amigo de longa data Roberto Carneiro, André explica como ser sustentável na posição de gerente — e que se aplica em diversos setores do mercado: parceria. “Mais do que nomear um chefe, criar um líder é, de certa forma,um processo educacional. É ter disposição para delegar e fazer com que essas pessoas que trabalham com você cresçam. Essa é uma característica fundamental”, ressalta André. O gerente completa: “É importante, também, ser justo e tornar-se um exemplo para a equipe”.

Gerentes dão o passo a passo

Salário – O ganho de um profissional que ocupa o posto de gerente pode começar em torno de R$ 4 mil e pode chegar a R$ 12 mil, de acordo com Erika Moulin, gerente de Marketing do Grupo Avanço Aliados. Para ter um ganho como esse, ela recomenda: “É preciso saber gerir a equipe e atender as devidas metas”.

Os deveres de um gerente não param por aí. Erika Moulin também afirma que há responsabilidade de definir, desenvolver e propor ou implementar políticas e estratégias relativas à sua área de atuação. Além disso, o gerente tem que rever, avaliar e aperfeiçoar os resultados, garantindo a qualidade técnica de sua área de atuação.

“O maior desafio do cargo é perceber a qualidade de cada um da sua equipe e saber estimular essas características. Conhecer bem cada um deles pode facilitar o trabalho e aumenta potencialmente o alcance das metas”, diz.

Disputas – Não espere que seja uma tarefa fácil chegar à gerência. Segundo Bruno Coelho, que ocupa esse posto no setor de Marketing da Agis, a disputa pode ficar acirrada.

Ele explica: “Eu costumo falar que ‘o de baixo puxa o pé do que está acima, e o que está acima empurra a cabeça daquele que está abaixo”.

Nesses momentos, a ética costuma ser deixada de lado por diversos profissionais e o que determina um bom candidato a gerente é aquele que ‘joga limpo’.

“Deve existir concorrência, mas a ética deve prevalecer. É algo difícil de analisar, mas a empresa deve compreender que o processo para selecionar o gerente deve ser claro e transparente, com critérios para um profissional ocupar esse posto”, analisa.

Tendo em vista que gerentes costumam ser responsáveis por até 100 funcionários, Coelho avisa que as disputas podem ser frequentes: “Cada um tem suas peculiaridades”.

Atividades – Mas afinal, quais são as atividades de um gerente? “É aquele que lidera a equipe para que os objetivos da empresa sejam traduzidos em atividades reais e mensuráveis através de indicadores claros”, responde Denis Tassitano, do setor de Comercial e Marketing da JExperts, que desenvolve softwares e serviços para gestão corporativa.

De acordo como especialista, esse profissional tem deveres à sua frente, se quiser manter o cargo. Tassitano
aponta o caminho: “É preciso estar atualizado ao que acontece na área de atuação, acompanhar o desempenho dos projetos e relatórios e facilitar a interação da área com as demais da companhia”.

E a rotina pode ser complicada para um gerente. “É difícil acompanhar o dia a dia, dependendo do setor. Há agenda de compromissos e ainda precisa estar a par das atividades donegócio e atender a necessidade de todos da equipe”, destaca Denis Tassitano.

Dois lados – Um dos maiores obstáculos de ser um gerente pode ser conciliar o trabalho com os superiores e liderar os subordinados. Esses dois lados da moeda, porém, devem ser bem divididos para quem quer estar na gerência.

Fran Rodrigues, do setor de Recursos Humanos do instituto de depilação Pello Menos, orienta para quem vai ser gerente: “Diante dos chefes, mostre que está engajado aos objetivos do negócio, revele responsabilidade e interesse em crescer junto com a organização, busque os melhores resultados e, sobretudo, assuma responsabilidades. É inaceitável colocar a culpa em outrem. Jamais faça isso”.

Quanto à equipe, a especialista reforça a importância de despontar na empresa. “Ouça sua equipe, motive, respeite, compartilhe os resultados, seja exemplo, extraia o melhor de cada membro e conquiste sua confiança”, recomenda. “Seja um mentor e terá ótimas avaliações como líder”.

Vale a pena? – Atingir esse posto requer suor dos profissionais — até por conta de uma remuneração cobiçada. E aí, vai tentar? Claudio Nasajon, presidente da Nasajon Sistemas e especialista em empreendedorismo e liderança, dá as dicas para você se preparar.

“Você pode ser um excelente apertador de botões e apertar mais botões do que qualquer outra pessoa no planeta, mas isso não vai fazer de você umbom gerente”, exemplifica. Para ser gerente, ele recomenda que o profissional saiba, além de ‘apertar botões’,também saber interagir com outras pessoas, colocar-se à disposição para ensinar e apoiar a quem precisa, entender objetivos do setor e procurar fórmulas para melhorar o desempenho do todo, não apenas do seu trabalho.

Nasajon conclui: “Um bom gerente é um Maestro de Orquestra, não um músico”. Logo, corra atrás de qualificação e se esforce!

Fonte: O DIA