Saiba mais sobre postura e bem estar em home office

home-office_00608738_0_

No Brasil, cerca de 59,9% de pessoas aderiram ao modelo de trabalho remoto.

Com a pandemia do novo coronavírus, o home office ganhou destaque no mundo todo. Foi a alternativa encontrada por muitas empresas para dar continuidade aos negócios e, ao mesmo tempo, preservar a saúde dos funcionários para evitar a disseminação do vírus. No Brasil, cerca de 59,9% de pessoas aderiram a esse modelo de trabalho, revela pesquisa da empresa de monitoramento de mercado Hibou, em parceria com a plataforma de dados Indico.

Ainda de acordo com o estudo, 25,2% pessoas estão trabalhando mais de casa do que trabalhava antes, segundo pesquisa Hibou/Indico. O levantamento foi feito entre os dias 23 e 24 de março. Foram mais de 2.400 entrevistados em todo o país, sendo 59% da cidade de São Paulo, via pesquisa online (98% de significância e 1,9% de margem de erro).

A grande maioria dos brasileiros passou a trabalhar em casa e precisou se readaptar à uma nova rotina para exercer atividades e funções profissionais. Ainda que em casa as pessoas se sintam mais à vontade, é necessário ter um planejamento de horários e escolher um ambiente adequado para trabalhar. Essa garantia de bem-estar do trabalhador está ligada à ergonomia – ciência que estuda a adaptação do trabalho ao homem.

Mesmo em casa, é importante adotar medidas para garantir a postura e a saúde, agora que a sua casa se tornou também o seu ambiente de trabalho. Pensando nessa nova realidade, é preciso avaliar as características de um espaço ideal de trabalho, a quantidade da luz ambiente e a posição em que se deseja realizar em home office. Confira as dicas:

1. Escolha um lugar tranquilo

 

O primeiro passo é escolher um ambiente adequado e tranquilo para trabalhar em casa como sugere a Fisioterapeuta, Grasiele Sales. “É interessante que seja um local calmo e bem iluminado, porque a má postura também pode ocorrer por falta de iluminação ou excesso de iluminação. Muitas das vezes quando o ambiente está muito escuro, a gente tende a projetar mais a cabeça para frente, acarretando dores na cervical e na coluna. Nesse local de trabalho a mesa deve ser compatível com a altura da cadeira, para que seja ergonomicamente ideal a altura da mesa para que a pessoa que estiver realizando o trabalho não fique muito projetada nem para trás, nem para frente com os braços muito pendurados”.

2. Encontre uma postura confortável

Em casa, como as pessoas têm mais liberdade, algumas acabam relaxando e optam por trabalhar no sofá ou na cama, em posições que não são adequadas. “É importante lembrar que não se deve trabalhar na cama e nem no sofá, porque essas posturas podem acarretar problemas na coluna ou aumentar algum tipo de problema que a pessoa já tenha. Pode também, acarretar dores na cervical pela projeção de cabeça, dores no quadril por estar sentado de uma maneira incorreta no sofá, por exemplo. Então o ideal é trabalhar sentado e de uma maneira que a altura da mesa e a altura da cadeira seja ideal com a altura da pessoa e dos objetos”, afirma a especialista.

3. Faça pequenas pausas durante as atividades

Para continuar mantendo a produtividade, é indicado separar um de intervalo do seu tempo em home office para relaxar. “É sempre bom lembrar de ter um horário de intervalo para alongar os braços, as pernas, dar uma caminhada, tomar uma água e voltar novamente para fazer as atividades propostas no trabalho. Isso ajudará você a ter o objetivo de finalizar o seu dia com uma produção legal, sem estresse e sem ficar muito tempo na mesma posição, indica a fisioterapeuta.

Dicas práticas

– Sentar ao lado da luz para evitar reflexos na tela do computador

 Acomodar-se no encosto da cadeira para sustentar a posição do tronco em frente ao computador (a cervical deve estar uma posição mais alinhada para evitar o prejuízo muscular)

 Manter os joelhos nivelados com o quadril (uma das técnicas é manter uma caneta em cima da coxa)

– Dispor de um espaço por baixo da mesa para movimentar as pernas

 Beber muita água

 Levantar a cada 50 minutos para aliviar as tensões (em casa, tem mais opções para se distrair nos intervalos de trabalho)

– Ajustar o horário de trabalho conforme o rendimento (dia ou noite)

– Adequar o assento à bancada tendo como base a altura dos cotovelos e manter os pés sempre apoiados no chão (se necessário, coloque um utensílio embaixo dos pés)

– Manter a profundidade para que o corpo não fique distante do computador (a área de alcance recomendada vai do cotovelo até a mão)

Projeções futuras sobre home office: 

De acordo com uma pesquisa desenvolvida por André Miceli, coordenador do MBA em Marketing e Inteligência de Negócios Digitais da Fundação Getulio Vargas, o home office deve crescer 30% no Brasil, após a pandemia. Com isso, o modelo de trabalho no país será impactado e o número de empresas que pretendem adotá-lo deve aumentar.

A análise cita o e-commerce e o ensino a distância, que em geral, devem crescer 30% e 100%, respectivamente. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que trabalhar em casa ou até mesmo em outros espaços, como o coworking, cresceu 21,1% entre os anos de 2017 e 2018.

Fonte: Diário Online